29 de março - Espanha, Calenda: Pela intercessão de Nossa Senhora do Pilar, Miguel Juan Pellicer, que tinha a perna direita amputada, havia três anos, acorda com as duas pernas perfeitas (1640)

Dois anos mais tarde nasceu Dorothy Marie

Liz Mitchell era uma mulher saudável, de 32 anos, quando caiu da varanda do segundo andar, ao brincar com seu cachorro, e bateu com a cabeça, passando, então por um coma induzido.

O namorado, Brian Mitchell, foi a única pessoa que teve coragem de contar a Liz o que tinha acontecido: ela não poderia mais andar. Estava completamente paralisada, do pescoço para baixo.

Mas Brian foi além: deixou claro que, mesmo que Liz ficasse numa cadeira de rodas para sempre, eles ainda iam constituir a família que sonhavam formar! O casal nunca desistiu de rezar pedindo a Deus a graça de restaurar os movimentos de Liz. Brian, no entanto, já não esperava mais que o milagre acontecesse, quando presenciou o momento em que Liz voltou a mexer as pernas.

“Eu estou conseguindo mexer as pernas!”, gritou ela, com as lágrimas escorrendo pelo rosto.

Forte e decidida, Liz foi se recuperando a ponto de caminhar até o altar para se casar com Brian! Dois anos depois, eles tiveram uma filha, Dorothy Marie: Marie em homenagem a Maria, e Dorothy porque, em sua origem grega, este nome significa “presente de Deus”!

Cadastrar-se é fácil, cancelar a inscrição é mais fácil ainda.
Não espere mais, inscreva-se agora. É grátis!