2 de março - Bélgica: 8ª e última aparição em Banneux (1933)

Ela queria rezar para a Virgem, assim como os cristãos

Padre Lothar, missionário no Japão, conta: Vivíamos aquele dia trágico: 13 de Maio de 1981. (festa de Nossa Senhora de Fátima, quando o Papa João Paulo II foi vítima de um atentado a tiros, em plena Praça São Pedro). Naquela noite, Noriko Akagawa, jovem budista, funcionária de um banco, em Asahigawa, teve um sonho estranho, singular. Ela viu o Papa João Paulo II entrar em sua casa, dizendo-lhe: “Tenha coragem e confiança!”...

Na manhã seguinte, através do rádio, ouviu a triste notícia: “O Papa João Paulo II morreu assassinado, vítima de um atentado na Praça São Pedro". Noriko ficou desconcertada e pensou: “Se, ao menos, eu soubesse rezar!” Ninguém lhe havia explicado como rezar. E ela queria rezar à Virgem, como os cristãos.

No dia seguinte, a jovem leu no jornal local a minha declaração: “Este horrível atentado contra o Papa me toca profundamente. Por isso, convido todos a uma hora de oração, amanhã à noite, na igreja missão”. Noriko soube imediatamente o que deveria fazer. “Vou participar desta hora de oração”. Este primeiro encontro significou, para ela, um novo começo. Após um ano de preparação, Noriko pediu para ser batizada e recebeu o santo sacramento no dia 17 de Julho de 1982. Lembrando-se do sonho que tivera, ela fez esta observação: “A estrela que me conduziu a Jesus, foi o Papa João Paulo II”.

Betendes Gottesvolk, N° 132

Florilégio Mariano, 1986 

Cadastrar-se é fácil, cancelar a inscrição é mais fácil ainda.
Não espere mais, inscreva-se agora. É grátis!